telerradiologia, laudos a distância, urgência

Todos os mercados estão em constante evolução e com a telerradiologia não seria diferente. Não é para menos: até há pouco tempo os serviços de laudo a distância eram considerados um quebra-galho, apenas uma ajuda para cobrir férias e plantões da equipe de radiologistas local.

Hoje, ao contrário, a telerradiologia é cada vez mais parte da estratégia dos serviços de imagem, que conseguem entregar laudos de especialistas em um curto período de tempo.

Não estou dizendo que os serviços de telerradiologia da forma como ficaram conhecidos irão desaparecer amanhã, mas apenas que as instituições têm cada vez mais considerado que não é suficiente entregar apenas laudos – isso mesmo, laudos e “ponto final”, sem qualquer exigência de qualidade ou maior envolvimento.

E isso é muito bom para o mercado e para a radiologia em geral.

Aqui na Star vemos que os centros de diagnósticos têm buscando parceiros que consigam trabalhar com a equipe de radiologistas local como se estivessem efetivamente a seu lado, com ao menos a mesma qualidade técnica.

Assim, ao invés de se preocupar com a gestão de escalas e contratação da equipe médica (tarefa que longe dos grandes centros é ainda mais complicada e custosa), o foco de muitas instituições tem sido crescimento e atração de novos pacientes.

Nessa nova realidade, muitas clínicas e hospitais tem se perguntado se seus parceiros de telerradiologia estão realmente cumprindo o papel que deles se espera. Para não ficar apenas na teoria, separei algumas situações que retratam um pouco do que falei acima.

1. Laudos com problemas e imprecisões

Sua instituição de saúde contratou um serviço de telerradiologia, mas alguns médicos solicitantes têm reclamado e você (ou o responsável médico) acaba tendo que revisar muitos dos laudos recebidos, perdendo tempo que poderia ser ocupado com tarefas mais produtivas.

Essa situação parece familiar? Pois é.

Esse problema é comum e tem aumentado porque, para conseguir novos clientes, muitos serviços de telerradiologia acabam deixando em segundo plano a qualidade do trabalho médico para oferecer apenas preço. E adivinhe? Bons radiologistas não são baratos e esses serviços acabam não conseguindo contratá-los.

telerradiologia, laudos a distância, urgência

Veja: também não estou dizendo que um radiologista bem preparado nunca cometerá erros. Sabemos que por melhor preparado que seja o profissional, alguns detalhes das imagens podem passar despercebidos, mas não é nada bom quando isso se torna uma rotina. O prejuízo é ainda maior se seu serviço de imagem enfrenta uma maior concorrência na região, caso em que os médicos solicitantes deixarão de indicar o seu serviço.

2. Comunicação de achados urgentes

Como cortesia e boa prática médica, é recomendável a realização de comunicação verbal com o médico que solicitou o exame. Essa conduta passa a ser telerradiologia, laudos a distância, urgênciaimprescindível quando os achados são significativos ou requerem conduta médica urgente.

O seu parceiro de telerradiologia faz essa comunicação? É importante estar atento, pois ela faz toda a diferença para o cuidado com o paciente.

3. Volume mínimo e fidelidade contratual

Afinal, porque impedir que o centro de diagnóstico deixe de enviar exames caso ele não esteja satisfeito com a qualidade do serviço?

Com todo respeito às empresas que adotam políticas desse tipo, entendo que tais práticas são extremamente questionáveis. É verdade, sim, que existe um custo fixo mensal para cada serviço de imagem independentemente de ele solicitar laudos em um dado mês, mas exigir volume mínimo mensal e prazo de fidelidade contratual são atitudes pouco transparentes e, talvez, até moralmente condenáveis.

Não é razoável exigir em contrato que um serviço de má qualidade continue a ser prestado, sobretudo na área da saúde. O prejudicado em última instância será sempre o paciente.

4. Forma de transmissão de imagens

É comum ouvirmos clientes reclamando dos sistemas de transmissão de imagem de seus antigos parceiros de telerradiologia. E eles tem razão. Imagine a dor de cabeça se a transmissão das imagens for interrompida a cada instabilidade no link de internet sem que se saiba se o arquivo recebido está completo ou não.

Para resolver esse problema, é fundamental contar com um software de transmissão de imagens que, além de encriptar e comprimir os arquivos (conforme determina a Resolução CFM nº 2107/2014), verifique segundo a segundo o status da transmissão e reinicie o processo em caso de eventuais instabilidades.

5. Suporte

Se você já trabalhou com telerradiologia, então vai entender o que quero dizer.

É normal surgirem dúvidas com os exames, com os laudos ou mesmo dúvidas relacionadas ao pedido médico e ao histórico do paciente. Por isso, é fundamental que seu parceiro de telerradiologia ofereça um suporte de qualidade.

Na Star, por exemplo, temos indicadores que demonstram que todas as solicitações de suporte são resolvidas, em média, em até 23 minutos (em dias comerciais). Isso garante uma maior fluidez e eficiência em todo o serviço

E então, você concorda que deve repensar o seu parceiro de telerradiologia? Para nós aqui da Star está muito claro que a lógica de laudos a distância está mudando, e o que funcionava bem para muitos serviços de imagem há 2 ou 3 anos hoje já não funciona da mesma forma.

E sejamos sinceros: existem diversas empresas que oferecem laudos a distância. Cada uma se destaca por um detalhe (preço, prazo ou qualidade do laudo, por exemplo) e não existe a melhor entre elas, mas sim a que melhor te atende. Falamos isso de forma transparente, pois também somos uma empresa de telerradiologia e sabemos que o nosso serviço pode não ser o ideal para todos os centros de imagem.

Do nosso lado, oferecemos o apoio de uma equipe de radiologistas especialistas selecionados dentre os quadros das melhores universidades, muitos dos quais são participantes e com voz ativa nos mais importantes congressos e eventos do setor. Pode até parecer, mas não é exagero. Quando estiver procurando o seu parceiro ideal, sugiro que analise todos os pontos que destaquei acima, focando sobretudo na qualidade do trabalho e na relação custo-benefício do serviço prestado.

E então, vamos conversar sobre como podemos contribuir para o seu serviço de imagem? Entre em contato!