A Radiografia se consolidou como uma importante ferramenta para a medicina, proporcionando excelentes imagens e diagnósticos. Seu início remonta ao século XIX com o descobrimento dos Raios-X por Wilhelm Roentgen, ganhador do Prêmio Nobel de Física. Isso possibilitou, inicialmente, observar fraturas no tecido ósseo e, hoje, já se vê muitas outras estruturas do corpo humano. Contudo, ainda vemos grande preocupação com as doses de radiações emitidas e seus efeitos na interação com os tecidos. Por isso, é importante entendermos os benefícios da radiografia, como ela tem caminhado e para onde caminha.

Radiografia convencional

Para obtenção da imagem de radiografia convencional, utiliza-se da emissão de fótons de radiação (raios-x). Eles interagem com a matéria do organismo humano, que resulta na absorção dos raios num filme radiográfico.

A imagem é obtida a partir da queima de sais de prata presentes no filme após sua interação com as estruturas do corpo humano. Sua absorção é diferente para os tecidos ósseos, musculares, adiposos e muito mais. Por fim, é necessário que seja revelado os filmes radiográficos em tons de branco e cinza.

Radiografia digital

Na atualidade, conta-se com a aliança entre a tecnologia e a saúde, tornando possível a obtenção de imagens digitais.

A radiografia digital consiste no mesmo processo da emissão de radiação e interação com o corpo humano. Mas, no momento da captura dos raios, não há mais a necessidade da queima. Isto é, agora existe a presença de uma placa com circuitos elétricos sensíveis a radiação.

Depois, há necessidade do processamento dessa imagem com o uso de softwares, o que possibilita a digitalização e um trabalho maior das imagens.

Tecnologia mais radiografia

Embora os princípios para obtenção da imagem sejam parecidos, a tecnologia tende auxiliar a medicina e seus diagnósticos cada vez mais, possibilitando resultados mais precisos e no menor tempo.

A radiografia digital não só possibilita isso como também traz uma melhora significativa na qualidade da imagem. Ela aumenta a nitidez, permite ampliações, melhora o brilho, e muito mais.

Hoje, os equipamentos já contam com a possibilidade da imagem em poucos segundos direto num computador. Isso reduz consideravelmente o “lixo” gerado com o uso das chapas na radiografia convencional. 

 Outra facilidade que foi possibilitada com o surgimento da radiografia digital foi a telerradiologia. Um serviço que permite a emissão de laudos dos exames de imagem a partir de outros locais e por médicos radiologistas, sem a sua presença no hospital ou clínica.

A telerradiologia pode ser desempenhada em centrais remotas e possibilita uma abrangência maior ainda do tratamento das imagens. Torna possível que regiões com menos acesso à tecnologia também sejam beneficiadas com a melhora dos laudos emitidos. 

Conclusão

Com o passar dos anos, os procedimentos da área da saúde têm se apoiado cada vez mais na tecnologia para melhorar seus resultados. Afinal, laudos mais precisos e ágeis influenciam diretamente no diagnóstico e tratamento do paciente.

Ainda há uma presença muito forte da radiografia convencional, mas, pelos mesmos benefícios relatados, a busca pela informatização dos hospitais e digitalização de laudos e diagnósticos tem crescido. Isso porque tais serviços e modernidades contribuem significativamente nos resultados e na melhor qualidade dos serviços prestados.

Faça um teste gratuito!

Preencha seus dados no formulário abaixo e entraremos em contato.

Nome

Telefone

E-mail

Nome do serviço de Radiologia